Os benefícios físicos e psicológicos da massagem



Massagem: Relaxante, modeladora, drenagem,

terapêutica, quick massage, shiatsu – as modalidades são muitas e as indicações

também. Desde que a busca por bem-estar ganhou papel de destaque na sociedade,

essa prática milenar ganhou notoriedade e muitos adeptos. Assim como a procura

aumentou, os benefícios associados à prática e os ‘males’ curados por ela

também se multiplicaram. Mas, afinal, para que serve a massagem?

Dezenas de estudos – que remontam a

várias décadas – vincularam a massagem a benefícios físicos e psicológicos

reais. Um estudo australiano descobriu que uma massagem muscular de 10 minutos

após um treino pode reduzir a dor em 30%. Outro estudo constatou que os níveis

de cortisol, o hormônio do estresse,

caíram 31% após uma massagem, enquanto os níveis de hormônios do bem-estar, como dopamina e

serotonina, aumentaram aproximadamente 30%.

Aliás, a redução da dor e o alívio da

tensão e da depressão são os

benefícios associados à massagem com evidências mais robustas.


VIDALE, Giulia. "Benefícios físicos e psicológicos da massagem". Revista Veja, 27/12/2019. Disponível em: https://veja.abril.com.br/saude/os-beneficios-fisicos-e-psicologicos-da-massagem/ - Acesso em 19/03/2020.




7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo